sexta-feira, 11 de maio de 2018

Eurovisão 2018 - As Nossas Músicas Preferidas

A Eurovisão marcou a nossa vida, não há como negá-lo, até porque na década de 80, não haviam mais opções na televisão e o Festival era um evento acima de tudo familiar. Habitualmente o universo festivaleiro da Eurovisão não é a nossa praia, mas este ano tendo em conta que se realiza em Portugal, fruto de uma vitória justíssima de uma brilhante canção nacional, resolvemos arriscar e ouvimos tudo com atenção. Escolhemos as nossas preferidas e admirem-se temos uma palavra especial para um tema criticado por muitos entendidos em música. Esta é a nossa lista, sem ordem específica, entre algumas que seriam expectáveis também temos uma escolha surpreendente...


Portugal - Cláudia Pascoal - "O Jardim"
Nacionalismos à parte a canção portuguesa é subtil e sentimental, no entanto parece que fica perto de ser uma grande música, talvez lhe falte mais electrónica em determinados momentos. Quem nos segue sabe que há muito, muito tempo que somos fãs de Isaura, contudo neste tema, sentimos falta de algo... no entanto é uma das melhores tendo em conta o panorama geral.


Israel - Netta - "Toy"
Sim, leram bem a canção de Israel, faz parte desta lista, incrivelmente criticada, pelos entendidos da música, "Toy" é uma grande música pop, que se estranha mas depois entranha-se. É pop por todos os poros, mas sem facilitismos. Netta merece ser ouvida com mais atenção, até porque usa e abusa de um dos seus maiores recursos as "loop stations". Terminamos, afirmando que música é sentimento, mas também é entretenimento e isto é puro entretenimento...



França - Madame Monsieur - "Mercy"
A França surpreende e tem o mérito de cantar na sua própria língua. Electropop, com conteúdo e uma letra profunda que deve ser entendida. É muito provavelmente a nossa predileta.


Lituânia - Ieva Zasimauskaitė - "When we're Old"
Em ralação à Lituânia, apesar da melodia ser agradável, o grande destaque vai para a voz, "frágil", delicada e repleta de sentimento de Ieva, possuidora de um timbre que nos fica no ouvido.


Bulgária - Equinox - "Bones"
Pop, com nuances soul e r&b, um universo sombrio e obscuro, apesar das límpidas vozes, que nos penetram até aos "ossos". Uma história de amor para lá do que é visível...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email