quarta-feira, 11 de julho de 2018

Conversas d'Ouvido com Volo Volant

Entrevista com os Volo Volant, banda brasileira, proveniente da zona Oeste do Rio de Janeiro. Projecto integrado por Álvaro Mendes (guitarra, voz), Yuri Padilha (guitarra, sintetizador), Victor Hugo (baixo) e Talita Marques (bateria). A sua sonoridade vai beber à inspirada fonte da tropicália e do pop/rock psicadélico. Editaram no dia 1 de Abril deste ano (e não é mentira) o EP homónimo, com o carimbo da Valente Records, o mês de Julho assinala a sua estreia no Ouvido Alternativo, para uma conversa sem filtros...

Ouvido Alternativo: Como surgiu a paixão pela música?
Álvaro Mendes (AM): Primeiramente, obrigado pela oportunidade de entrevista um dia a gente cola em Portugal. Eu acredito que a música entrou na minha vida sem avisar quando eu vi ela tava aqui dentro e espero que não saia. 

Como surgiu o nome Volo Volant?
AM: Criar nome de banda é sempre horrível. Eu estava sem fazer nada no meu estágio e ouvi uma música com o título "quero voar" procurei uma língua que soasse melhor esse nome, falei pra banda e todo mundo gostou. 
Volo Volant - "Volo Volant"
Este ano editaram o EP homónimo, para quem não ouviu o que podemos esperar?
O primeiro EP veio na afobação de ter banda. São as primeiras composições do Álvaro (guitarra/vocal) com arranjos para a banda, mas pro primeiro trabalho o resultado até agradou. Mas estamos ansiosos para gravar o próximo trabalho.

Parece-nos que a vossa música nos instiga subtilmente a pensarmos sobre o que nos rodeia. Quais as vossas maiores preocupações com o Brasil e o Mundo actual?
Yuri Padilha (YP): O que me preocupa no Brasil é a falta de estímulos à cultura e a arte. 
Talita Marques (TM): Mundialmente o conservadorismo 

Conhecem alguma coisa da música portuguesa?
Recentemente conhecemos a Capitão Fausto, que bandão foda. 

Como gostam de descrever o vosso estilo musical?
Volo Volant é uma banda Rock pensativo redundante com brasilidade, só ouvir as músicas que vocês vão entender. 

Para além da música, têm mais alguma grande paixão?
Victor Hugo (VH): Minha paixão é música. As outras coisas são só coisas que eu gosto, até queria ter outras mas não tenho. 
TM: Literatura.

Qual a maior vantagem e desvantagem da vida de um músico?
Vantagem é trabalhar se divertindo pra caramba e a desvantagem é o pouco reconhecimento. 

Quais as vossas maiores influências musicais?
Volo é uma mistura. Clube da Esquina, Pink Floyd, Beach Boys, Silvio Rodríguez, Mutantes, Pond. Difícil falar todas (risos)

Como preferes ouvir música? Cd, vinil, k-7, streaming, leitor mp3?
AM: Se eu tivesse dinheiro só teria vinil, então a resposta é streaming mesmo.

Qual o disco da vossa vida?
Primeiro disco da Volo que breve sairá. 

Qual o último disco que vos deixou maravilhados?
O último disco do MGMT é bom pra caralho.

O que andam a ouvir de momento/Qual a vossa mais recente descoberta musical?
A última descoberta foi o Capitão Fausto que conhecemos através do Instagram do Tim Bernardes (o Terno). Achamos essa banda sensacional. 

Qual a situação mais embaraçosa que já vos aconteceu num concerto?
Somos uma banda nova demais por enquanto só rolou show maravilhoso, o único problema é atraso mesmo mas isso é normal. 

Com que músico/banda gostariam de efectuar um dueto/parceria?
Kevin Parker, produzir um disco nosso seria louco e poderia sair muita coisa boa.

Para quem gostariam de abrir um concerto?
Abrir um show do Flaming Lips, na verdade eu nem sei se eles ainda fazem shows mas acho que seria bacana. 
Em que palco (nacional ou internacional) gostariam um dia de actuar?
Acho que qualquer banda carioca deseja tocar no Circo Voador que não é um sonho tão difícil de ser alcançado. Grandes festivais como Psicodália e Lollapalooza são metas que desejamos alcançar também. 

Qual o melhor concerto a que já assistiram?
O último show do Mac DeMarco no RJ foi um dos melhores que eu já fui.

Que artista ou banda gostavam de ver ao vivo e ainda não tiveram oportunidade?
TAME IMPALA, infelizmente ninguém da banda assistiu eles ao vivo. 

Qual o concerto da história (pode ser longínqua, mesmo antes de terem nascido) em que gostariam de terem estado presentes?
Acho que todo mundo queria ter passado pela experiência de assistir algum show no Woodstock deve ter sido muito doido muita coisa acontecendo ali.

Projectos para o futuro?
Estamos planejando a gravação do nosso primeiro disco. Rodar um pouco mais, fazer um dinheiro para conseguir bancar esse sonho que é ter o primeiro álbum cheio da sua própria banda. 

Que pergunta gostariam que vos fizessem e nunca foi colocada? E qual a resposta.
Como é a arte independe no subúrbio do Rio de Janeiro? Bem difícil todo mundo trabalha bastante como o nosso selo Valente Records e o projeto de um amigo nosso, o VERSO. Todo mundo bem unido pra conseguir ganhar o mundo, sem apoio nenhum só batalha.

Que música de outro artista, gostariam que tivesse sido composta por vocês?
"Echoes" do Pink Floyd tinha que ser nossa. Ou qualquer uma do Caetano, Mutantes e Clube da Esquina. 

Que música gostariam que tocasse no vosso funeral?
"Muito Além" - Volo Volant

Obrigado pelo tempo despendido, boa sorte para o futuro.

Terminamos ao som do EP homónimo, editado em Abril deste ano com o carimbo da Valente Records e que se encontra disponível para escuta e download, através da plataforma Bandcamp.

1 comentário:

Follow by Email