quarta-feira, 26 de junho de 2019

Conversas d'Ouvido com Naked Skin

Entrevista com Naked Skin, trio composto por: Daniel Bernardo, André Barata e Vera Feu. A sua sonoridade é servida por uma electrónica densa e melódica, convida-nos a entrar num mundo obscuro, por vezes sinistro, que nos hipnotiza e do qual não queremos sair. Após dois anos de produção e concertos, recentemente lançaram o EP de estreia "Prólogo", que os transportam directamente para esta edição das "Conversas d'Ouvido"... 

Ouvido Alternativo: Como surgiu a paixão pela música?
Vera Feu (VF): A paixão pela música surgiu na infância, talvez por a minha mãe ser cantora na altura. Na verdade é algo de que me lembro desde sempre, talvez intrínseco, absolutamente natural.
Daniel Bernardo (DB): Sou músico desde que me lembro de ser gente... o meu pai tocava guitarra, o meu irmão o mesmo...

Como surgiu o nome Naked Skin?
O nome Naked Skin surgiu em brainstorming entre todos. Relaciona-se com o facto de querermos algo honesto e verdadeiro, sem preconceitos.

Quais as vossas maiores influências musicais?
Dead Can Dance, Lisa Gerrard a solo também, Depeche Mode, Massive Attack, Moderat, Eivör, Portishead, Hooverphonic, London Grammar e tantos outros. Os Queen e musicais eternos como "Os Miseráveis" com a incrível Lea Salonga.
Naked Skin - "Prólogo" EP
Para além da música, têm mais alguma grande paixão?
VF: Para além da música, a família. Além disso sou professora de desenvolvimento pessoal e psicopedagogia, utilizando vários meios, principalmente artísticos. Sou felizmente apaixonada pelo meu trabalho em todas as suas vertentes, tão complementares.
DB: A família, os meus outros projetos de música electrónica, Skydiving, viajar pelo mundo.

Qual o disco da vossa vida?
"Spiritchaser" dos Dead Can Dance, "Lamb" dos Lamb

Qual o último disco que vos deixou maravilhados?
"Dionysus" dos Dead Can Dance, Depeche Mode "Delta Machine"

Qual a vossa mais recente descoberta musical?
Rising Appalachia e Ólafur Arnalds

Qual a situação mais embaraçosa que já vos aconteceu num concerto?
VF: Estar em cena num musical em que usaram cd com os instrumentais e a música encravar por o cd estar riscado.
DB: Estar a tocar ao vivo e um fã subir ao palco e pedir um autógrafo ....

Com que músico/banda gostariam de efectuar um dueto/parceria?
Dead Can Dance, Depeche Mode, The xx

Qual o melhor concerto a que já assistiram?
MUSE, Massive Attack e Dead Can Dance
Que artista ou banda gostavam de ver ao vivo e ainda não tiveram oportunidade?
VF: Depeche Mode
DB: Nils Frahm

Qual o concerto da história (pode ser longínqua, mesmo antes de terem nascido) em que gostariam de terem estado presentes?
Michael Jackson e Queen.

Têm algum guilty pleasure musical?
Acho que isso não existe no que toca a música. Não precisamos de culpas, tudo é válido!

Projectos para o futuro?
Tocar muito e fazer muita música. Internacionalizar os Naked Skin.

Que pergunta gostariam que vos fizessem e nunca foi colocada? E qual a resposta?
O que sentem em palco e para que o fazem?
Tocar como se fosse para 1 milhão de pessoas.

Que música de outro artista, gostariam que tivesse sido composta por vocês?
"A Sagração da Primavera" de Stravinsky.

Que música gostariam que tocasse no vosso funeral?
VF: Tambores shamânicos e gaita de foles.
DB: "Says" de Nils Frahm

Obrigado pelo tempo despendido, boa sorte para o futuro.
Por fim terminamos ao som da música dos Naked Skin, com o EP "Prólogo" que se encontra disponível para escuta através das plataformas de streaming.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email